Artigos

Sono e Qualidade de Vida

                Muitos estudos vêm abordado como o sono pode influenciar na qualidade de vida dos indivíduos, mais especificamente a alteração do ciclo circadiano pode ser prejudicial à saúde. O ciclo circadiano foi descoberto por volta de 1970 em humanos. Ele não regula apenas os ciclos de sono-vigília, mas também influencia a biologia molecular de células e sistemas de órgãos. Genes CLOCK e Period vem sendo descritos como reguladores principais do ritmo circadiano a nível central (Cérebro) e periféricos (músculos, rins, pulmão, entre outros). 

                Estímulos externos mudam o nosso ciclo circadiano para sincronizar o meio externo com o endógeno. O principal estimulo é a luz, estudo com idosos mostrou que a exposição luz artificial durante a noite levou a perturbou o ritmo circadiano levando a alterações fisiopatológicas como o aumento do peso corpóreo. A luz noturna, suprimo e promove a vigília prolongada, contribuindo para o aumento da ingestão calórica, que por muitas vezes está relacionada com o estimulo de vida moderno. Alguns estudos tem demonstrado como a alimentação pode alterar o ritmo circadiano periférico alterando assim o metabolismo deste órgão.

Estudos vem relacionando a falta de sono/descanso com o desenvolvimento de obesidade e doenças crônicas. Isto porque, a falta de sono pode estar associada ao um estado obesogênico que além do ganho de peso, leva ao desenvolvimento de doenças crônicas como: diabetes tipo 2. 

FONTE: 

DOI:10.1097/ALN.0000000000000596

DOI:

10.1016/j.cell.2013.11.034